Adubação foliar

Uma opção muito efetiva para acelerar o crescimento e aumentar a produção é o processo de adubação foliar. Esse processo deve ocorrer preferencialmente em áreas bem ventiladas, de forma que as plantas tenham acesso aos níveis de CO2 requeridos. A adubação foliar pode ser feita através da combinação de guano de morcego, emulsão de peixe, minhocas ou adubos similares. Esses elementos devem ser aplicados nos estágios em que a planta está progredindo através da fase de crescimento vegetativo e florescimento. Normalmente não é recomendável continuar o processo no final da fase de florescimento. De qualquer forma o processo deve ser interrompido entre duas e três semanas antes da colheita. A limpeza semanal das plantas com água pura de maneira a desobstruir suas folhas é sugerida. A adubação pode ser feita uma vez por dia ou a cada dois dias. 

Na maioria dos casos, adubar as plantas através do processo foliar tende a ser mais efetivo no começo da manhã, entre 7h e 10h, e na tarde, depois das 17h. Uma das razões para isso é que os estômatos localizados na face inferior da folha estão abertos nesses períodos. Além disso, a faixa ideal de temperatura fica em torno de 22 ºC – em torno de 27 ºC as folhas não podem não abrir. Logo, realizando o processo nos momentos mais frescos do dia você garante melhores resultados. Talvez você precise estabelecer os períodos mais frescos em suas próprias instalações, o que em alguns casos pode ser por volta das 2h. Um sistema de borrifamento pode ser útil, usando-se um pulverizador para criar uma névoa fina. 

Idealmente, você deve garantir que o nível de pH esteja na faixa de 6,2 a 7. Caso queira aumentar o nível de pH, você pode utilizar bicarbonato de sódio. Do contrário, pode utilizar vinagre para baixá-lo. Pode também ser útil contar com um agente umedecedor para evitar o gotejamento, pois as gotas podem concentrar a luz como se fossem pequenas lupas e causar queimaduras nas folhas. Evite borrifar lâmpadas quentes. Faça todo o processo de pulverização quando tiver certeza de que as lâmpadas já estão frias. 

Uma solução de adubação foliar mais eficaz geralmente inclui adubo e água com gás. Uma combinação desse tipo é capaz de fornecer os nutrientes necessários e o CO2 diretamente para as folhas de um só vez. 

O processo de adubação foliar – bastante reconhecido por parte da indústria – tem sido uma opção favorável no sentido de garantir que os nutrientes ideais estejam acessíveis à planta mesmo quando algum problema de bloqueio comece a limitar a absorção radicular. 

CUIDADO: Um aspecto importante é a limpeza das folhas antes da colheita e antes que elas estejam pronta para a secagem completa. Se não forem lavadas, as folhas estão sujeitas a conter sais de nitrato. 

A maioria dos produtores tem suas próprias práticas de cultivo e eventualmente prefere adotar adubos comerciais visando um cultivo mais eficiente. Alguns agricultores acreditam que guano de morcego é bastante insalubre e que emulsão de peixe tem um odor indesejável. 

Produzir uma colheita através de um modelo orgânico é uma opção mais desejável para aqueles que querem evitar as plantações mais tóxicas. Usar CO2 em uma instalação hidropônica bem equilibrada pode ser igualmente efetivo, mesmo sem a implementação da adubação foliar.