Como Usar o Mel no Cultivo de Canábis

Published : 2019-04-10 15:42:21
Categories : Cannabis - maconha Rss feed

Como Usar o Mel no Cultivo de Canábis

Uma colher de mel facilita o remédio a descer. E neste caso, pode bem ser o remédio que as suas plantas precisam! Ao contrário do que pode imaginar, as abelhas podem desempenhar um papel maior no cultivo de canábis. E vice versa. 

Temos vindo a habituar-nos cada vez mais à cultura do canábis. Muitas pessoas associam a saúde de qualquer plantação às abelhas que a tratam. Estes amiguinhos voadores são polinizadores que ajudam as plantações a crescer e florescer. Sem eles, diferentes tipos de frutas, vegetais e flores não seriam capazes de produzir as suas belas flores e vegetação vibrante. No entanto, até mesmo um cultivador amador de Canábis pode dizer que a polinização das plantas é, geralmente, uma idéia terrível - já que as únicas plantas que qualquer agricultor quer ver nas suas plantações são do sexo feminino. Por isso, é difícil de entender o porquê de qualquer cultivador de Canábis apreciar a ajuda das abelhas nas suas plantações.. 


Mas e se as abelhas e o mel que elas produzem pudessem realmente ajudar noutras áreas de cultivo? Acontece que o mel pode fornecer à sua colheita todos os benefícios que está à procura, sem a necessidade direta de usar abelhas.

A Mística Feminina

Primeiro, é importante saber uma coisa ou outra sobre o resultado ideal para uma cultivação. Quer seja parte de um pequeno jardim pessoal ou de uma produção industrial em larga escala de canábis comercializada, há coisas muito específicas que os produtores precisam de conhecer.

Para começar, apenas as plantas femininas são produtoras viáveis quando falamos de Canábis. Canábis, erva, marijuana e um milhão de outros nomes diferentes significam apenas uma coisa - os brotos verde-escuros e muitas vezes cristalinos que crescem em "cones" numa planta adulta. Pode perguntar: como é que fazemos para possuir uma planta feminina? Muitos agricultores começam por comprar sementes feminizadas, ou sementes que são projetadas para serem femininas. Se não for possível adqurir estas sementes estritamente femininas por qualquer motivo, terá que deixar as plantas crescerem por, pelo menos 6 semanas, onde nessa altura, terá a revelação do sexo.

Por volta das 6 semanas, as plantas de Canábis passam pelo que é chamado de estágio de “pré-flor”. Pode considerá-la como uma espécie de puberdade das plantas. Até agora, a planta de canábis tem se concentrado em crescer o máximo possível. No estágio de pré-florescência, as plantas começam a transitar de crescer fortemente, para crescerem fortemente femininas ou masculinas. As fêmeas produzem pequenos “brotos” ou cálices e os machos mostram “bolas” ou sacos de pólen. Se as plantas não forem sexadas durante o estágio de pré-flor, elas continuarão a crescer. Deve concentrar a sua energia na produção de traços sexuais ou nas suas partes masculinas e femininas, para que possam eventualmente polinizar.

Os brotos são mais notáveis ​​graças à produção de pêlos brancos e finos da pistola que se desdobrarão do cálice inicial. Se crescerem sem serem polinizadas, as plantas femininas crescerão nos cones reveladores que são cobertos de cristais pegajosos e muito “cabelo”. Por sua vez, as plantas masculinas, se crescerem sem serem polinizadas no estágio de floração, criarão cachos, parecidos com os cachos das uvas, que eventualmente podem explodir e despejar o pólen por toda a planta e área circundante. Nesta situação, aguardam só pela possibilidade de serem apanhados e levados para uma pistola fêmea. No entanto, se as plantas masculinas tiverem crescimento, explosão e polinização, a planta fêmea nunca criará um cone de brotas caídas e satisfatórias, e toda a colheita será arruinada.

Por causa disso, a maioria das plantas masculinas são erradicadas da cultivação no momento em que o cultivador apercebe-se da sua existência.

Amigos, Não Comida

Portanto, visto que a última coisa que deve querer com as suas plantas é a polinização, porque razão introduziria polinizadores incríveis, como são as abelhas, nas suas plantações? Uma Resposta Simples: - Não introduzias. A maioria das abelhas não é naturalmente atraída por plantas de canábis. Por um lado, as plantas de canábis não produzem néctar, o que deixa as abelhas sem qualquer razão para voarem por lá. Em segundo lugar, as abelhas não têm um sistema endocanabinóide (ao contrário de nós, sortudos seres humanos). Assim, não ficam sob efeitos ou alterados ao comerem a planta. Na natureza, as abelhas não são atraídas por estas plantas gigantes e esmeraldas. De facto, a maioria dos apiários profissionais tem que treinar as suas colméias para se alimentarem de campos de Erva, caso desejem produzir algum tipo de mel infundido com cânhamo.

Tem havido alguma evidência de que as abelhas podem usar certos produtos de plantas de canábis para criar um tipo de agente de limpeza chamado própolis, que as abelhas usam para esterilizar e reparar as suas colméias. Mas, ao final das contas, as abelhas e o canábis geralmente não se misturam. No entanto, com o mel, a história é diferente.

Ataque dos Clones

Para além de encontrar algumas sementes feminizadas, existe outra forma de garantir que criou um modelo exclusivamente feminino para o rendimento da sua cultivação, e essa forma é por meio de clonagem. Clonagem (como está praticamente implícito no nome) retira um pedaço de uma planta específica e cria uma cópia geneticamente idêntica numa planta nova. Para os entusiastas de plantas da variedade doméstica, esta é uma ocorrência bastante comum. Cortando as suas plantas de casa ou deixando-lhes partidas é uma ótima maneira de compartilhar a sua coleção de vegetação deslumbrante com amigos, sem nenhum custo extra para ti.

Retirar uma parte de uma planta madura e colocá-la dentro de água geralmente estimula a parte aérea a produzir raízes, graças aos hormônios de enraizamento. Embora todas as plantas contenham seu próprio tipo de hormônio enraizador auto-produzido, é possível melhorar as suas hipóteses de criar um clone saudável (e ganhar algum tempo), introduzindo um hormônio de enraizamento exógeno.

Muitos produtores usam hormônios enraizados criados sinteticamente que são rápidos e eficazes, mas se preferir optar por uma abordagem mais orgânica, adivinhe! O mel pode ser usado como hormônio de enraizamento. Com propriedades antimicrobianas e antifúngicas, o mel estimula o crescimento das raízes e desencoraja o crescimento de bactérias e fungos nocivos que podem invadir o solo da sua cultivação.

Para usar o mel como hormônio de enraizamento, certifique-se que tem mel orgânico e puro. O mel deve ser livre de xarope de milho de alta frutose ou outros enchimentos doces. Retira a parte da planta como faria normalmente e cubra a parte cortada da planta com mel. Mergulhe o caule em cerca de 1-2 cm de mel e coloque-o no meio de crescimento desejado. Com o mel, poderá demorar um pouco mais para notar os resultados em comparação com os seus primos sintéticos. No entanto vale a pena a espera, pois saberá que a sua plantação é livre de produtos químicos.

Mais Doce era Impossível

O mel também pode ser usado como fertilizante para plantas de canábis. O mel pode fornecer às plantas adultas, o carbono necessário, e embora as plantas não precisem do açúcar (como produzem o seu próprio açucar), o solo, por sua vez, precisa do material doce. O mel apoiará a microflora do solo maduro, encorajando-o a florescer, o que é algo que as plantas definitivamente precisam.

O mel pode ser usado sozinho para ajudar as plantas a florescerem, mas é mais útil quando adicionado a uma mistura de fertilizantes, para criar um superalimento para as plantas. Produtores caseiros podem criar estes alimentos saborosos para as suas próprias cultivações, pesquisando na internet ou em livros de jardinagem, uma receita de fertilizante que melhor atenda às necessidades das suas plantações. Se planear usar mel por conta própria, é importante não utilizar demasiado. O mel é melhor adicionado às plantas com uma mistura extremamente diluída de cerca de cinco a quinze mililitros por mais ou menos 4 litros. Use a mistura ocasionalmente para regar as suas plantas, alternando com água filtrada entre as “refeições”.

O mel também ajuda a elevar os níveis de Brix nas plantas que dão frutos. Isso aumentará os níveis de açúcar da sua planta e aumentará a frutificação e a floração. Também pode dar um sabor doce aos brotos e intensificar o aroma e o sabor.

O Mel Pode Ajudar

O mel tem uma vida útil extremamente longa e tem uma infinidade de usos criativos na vida doméstica. Embora, definitivamente, ser um ótimo hormônio de enraizamento, além de desempenhar um papel integral no superalimento de plantas, também pode ser benéfico no tratamento de feridas superficiais, graças a essas propriedades antibacterianas e antifúngicas. O mel também é misturado, muitas vezes, com CBD (Canabidiol) e usado no tratamento de artrite, acne, febre do feno, alivia os sintomas associados a tratamentos de cancro, e é até pensado para ajudar a impulsionar o sistema imunológico!

Isto para não falar do doce sabor do mel. No entanto, é preciso ter em mente que nem todo o mel foi criado de igual forma. Tal como acontece com tudo numa casa estritamente orgânica, certifique-se de que se sente confortável com o seu produtor de mel e os métodos que utilizados para coletar e empacotá-lo. Verifique sempre os rótulos para garantir que o mel que está a receber é, bem ... na verdade, mel, e não preenchido com quaisquer outros aditivos.

Share this content